Seja na capital ou pelo interior do estado é crescente o sentimento entre eleitores de Flávio Dino de não acompanhá-lo nas próximas eleições. Entre as justificativas mais comuns estão: queixa de que o governador não atendeu às expectativas de reais mudanças prometidas durante a campanha; pouco caso com aliados que o ajudaram;  falta de habilidade política; personalidade arrogante.

Não há uma pesquisa ou outra aferição científica que possa dar razão efetivamente a afirmativa que dá título a este post, mas de forma empírica é possível identificar muitos eleitores de Flávio Dino que, por um motivo ou outro, dizem que não votam mais no comunista.

Neste sábado mesmo, durante uma roda de conversa e chope gelado entre amigos em um certo bar no bairro do Vinhas, numa enorme mesa formada por uma maioria de pessoas que optou pelo ’65’ em 2104 – alguns desde 2010 – fiquei impressionado quando todos, eu disse TODOS, que deram o seu voto em Flávio Dino na última eleição deixaram claro que não repetirão mais o voto no comunista. E estou falando de gente qualificada, funcionários públicos de carreira, jornalistas, professores, representantes de entidade de sociedade civil, vereador do interior e até um ex-prefeito, ou seja, formadores de opinião que estavam presentes no local.

E engana-se que isso seja apenas um caso isolado. Não é!

Seja na capital ou pelo interior do estado é crescente o sentimento entre eleitores de Flávio Dino de não acompanhá-lo nas próximas eleições. Entre as justificativas mais comuns estão: queixa de que o governador não atendeu às expectativas de reais mudanças prometidas durante a campanha; pouco caso com aliados que o ajudaram;  falta de habilidade política; personalidade arrogante, entre outras.

Bem, como dito acima, não há dados de pesquisas, ao menos do conhecimento público, para confirmar se realmente os eleitores de Flávio Dino estão o deixando e qual a tendência para onde esses votos migrarão.

Nesse sentido, seria de bom alvitre os pretensos candidatos ao governo tentarem identificar como está o comportamento do eleitor de Flávio Dino neste momento. Perguntas do tipo: “Você votou em Flávio Dino-65 para governador em 2014?”, “Vai votar novamente em  Flávio Dino-65 na próxima eleição de governador de 2018?”.

A depender do que tenho ouvido e visto por onde tendo andado, e olhem que ando muito, a coisa tá pegando entre os eleitores do ’65’ a ponto de não ser impossível aparecer a qualquer tempo um “Movimento de Ex-eleitores de Flávio Dino”.

É aguardar e conferir.

30 comentários em “Aumenta o número de eleitores de Flávio Dino que afirmam não votar mais no comunista

  • Já vi rumores desta articulação, principalmente na região de Balsas, mas também já estou sabendo de uma também intitulada “Nem Rosa, nem Rocha, quero mais é…….” e aí entra o nome do dito cujo, ou da dita cuja. É aguardar para conferir.

  • Escutei tanto disso entre os que votaram no Edivaldo em 2012 !!!! Em junho de 2016, o prefeito chegou a ficar em 3º lugar, com quase 50% de rejeição. Edivaldo acabou ganhando a eleição.
    São muitas as diferenças entre Flávio e Edivaldo: Flávio tem ações desde o primeiro ano de governo; Flávio não é acusado de esconder-se : Flávio não tem a rejeição de Edivaldo; Flávio estará presente em qualquer debate de televisão, aliás, mais do que presente, Flávio não treme em debates … Não tem chance de num debate apenas, um playboyzinho cheio de maracutaia, se fazer de bacana para engabelar os trouxas, porque terá no debate um governador que sabe muito do riscado.
    Outra coisa, as pessoas perceberão que o Maranhão não é uma ilha. Se o Brasil está em crise, se a arrecadação caiu e os repasses federais caíram , como não iria se refletir no Maranhão ?Lembre-se que a coisa muda muito quando começa a campanha e os debates. Lembre-se que nas eleições de 2006, 2010 e 2014, o espetáculo midiático fazia parecer que o PT iria perder, mas … ao fim, venceu, mesmo tendo que ir para o segundo turno.

    • Não se trata de rejeição em virtude do que Flavio Dino não esta fazendo por falta de recursos, mas justamento por ele fazer o que criticava e afirmou que jamais faria. Só para lembrar.
      Criticou o Conselhão e o Jetom, mas manteve;
      Criticou aluguel de aeronaves e aluguel de imóvel dos amigos de Roseana, fez o mesmo;
      Criticava as festas no palácio para familiares, fez o mesmo;
      Criticava p governo por permitir contratação dos parentes de seus secretários, tai o Marcio Jerry para empregar toda família;
      Descia a lenha nos contratos sem licitação, hoje basta ser amigo para ganhar um grande contrato;
      Abusou de gritar quando o MA saia nos Jornal nacional por mal feitos, hoje continua mesma coisa:
      E assim vai, tudo que era errado agora ele faz, ate mesmo imitar Roseana que colocou o Jorge como super secretario , ele para não fugir a regra nomeou o Bi Secretario.

  • Esse seu levantamento mistura um pouco de vontade pessoal, tacanhez, fé e instinto de sobrevivência. O governador tem feito um trabalho de assistência aos menos favorecidos, construindo escolas, estradas, apoiando a agricultura familiar, dando incentivo ao pequeno e micro empresário por isso a irritação da classe política tradicional viciada em negociatas. Roberto Rocha pensou que levantaria a curica com o dinheiro do contribuinte, quebrou a cara, se quiser recuperar as finanças da família terá de usar de criatividade e trabalho duro.

      • Talvez vcs estejam com muita saudade dos “bons tempos “da família Sarney.
        Tempos de retrocesso e atrasos.
        Buracos nas vias, péssima educação, o que ainda hj é o estado com maior índice de analfabetos, péssima saúde. ..enfim. Não se pode misturar carisma dos” saneys” como se fossem bons políticos.

    • Resposta: Sim, é verdade, mas dependendo do grau de impopularidade que o comunista estiver em 2018 isso pode não lhe valer de nada. Ainda mais um cenário com vários candidatos.

      • “Popularidade” se compra, meu caro. Basta despejar dinheiro nos prefeitos, vereadores, lideranças políticas e cabos eleitorais desse Maranhãozão lascado. Do jeito que a crise tá braba, além do voto, esse povo vende até a mãe.

  • Governo comuna esta mal em todas a regiões do estado, só não vê isso quem não quer ou o quem o cargo comissionado não deixa heheh

  • Não se trata de rejeição em virtude do que Flavio Dino não esta fazendo por falta de recursos, mas justamento por ele fazer o que criticava e afirmou que jamais faria. Só para lembrar.
    Criticou o Conselhão e o Jetom, mas manteve;
    Criticou aluguel de aeronaves e aluguel de imóvel dos amigos de Roseana, fez o mesmo;
    Criticava as festas no palácio para familiares, fez o mesmo;
    Criticava p governo por permitir contratação dos parentes de seus secretários, tai o Marcio Jerry para empregar toda família;
    Descia a lenha nos contratos sem licitação, hoje basta ser amigo para ganhar um grande contrato;
    Abusou de gritar quando o MA saia nos Jornal nacional por mal feitos, hoje continua mesma coisa:
    E assim vai, persegue adversários e protege corruptos aliados, tudo que era errado agora ele faz, ate mesmo imitar Roseana que colocou o Jorge como super secretario , ele para não fugir a regra nomeou o Bi Secretario.
    E para finalizar , ele conseguiu em menos de 3 anos o que Sarney levou 60 para conseguir: Virar investigado no Tribunal Superior.

  • Empirismos a parte, nota-se em toda a população uma insatisfação com o mandatário atual, natural o desgaste de quem esta no poder e vendeu ilusões. Os “mais- tudo” são copias pioradas dos vivas, só mesmo paliativos que não resolvem os graves problemas estruturais da economia Maranhense, anunciar como “grande obra” do governo em São Luis “reforma da casa de veraneio para abrigar no futuro não sei o que” mostra o desespero de quem não tem o que apresentar. A grande obra do Flavio Dino até agora foi causar em parcela da população saudades de Roseana, a população atendidas pelas UPAS que o digam. Porém se esbarra em um grande dilema… qual a alternativa????

  • Governo mediano,pra quem substituiu um governo fraquinho (da Roseana)o Maranhense esperava muito mais,e agora sem ter o que mostrar ,se apega no que de mais atrasado e maléfico existe:o velho e manjado (+) asfalto,pois não tiveram a capacidade de fazer projetos e buscar o dinheiro que estava no BNDES,pois todos eram corruptos na visão deles,e foram membros do partido deles que foram pegos roubando!!!

  • Foi foi feliz ao ressaltar que não tem nenhum dado preciso ou comprovado através de estatísticas. Outro leitor acima fez uma lembrança muito oportuna acerca da figura do prefeito Edivaldo que está muito desgastado mas mesmo assim conseguiu levar a eleição. Analiso que Flávio tenha um desgaste muito menor, garanto. Com o atual cenário da politica estadual, creio que ele consiga levar, sendo mais difícil do que em 2014. A famiglia Sarney quer aparentar união, mas lá está um salvasse quem puder todos preocupados com defesas no judiciário, Roberto Rocha não consegue agregar ninguém em seu projeto, pois é narcisista e acha-se o dono da verdade, como ele mesmo já intitulou-se ” Um asa de avião”, a já Maura Jorge o Maranhão não conhece, não tem estrutura robusta algo necessário, assim como você percorro diariamente as regiões desses estado e vejo coisas interessantes com o nome do governador. Mas como sempre afirmo em todas as minhas rodas de conversa eleição não se ganha em vésperas.

  • O Flavio Dino eu não conheço pessoalmente, pois só vi ele m comicios, mais aquele pai dele e aquela tal Iolete , gostam de uma mentira, eu votei no Flavio Dino , porque nos ajudamos o pai dele em 2 campanhas para Deputado uma eleita e outra perdida, com poucos votos , mais com honestidade e sinceridade, depois que Flavio Dino ganhou , eu fui la e Iolete me disse que o Salvio Dino , nao poderia me ver pois estava isolado , tipo doença contagiosa ( Uma gripe ou coisa parecida) eu sair de lá fumaçando , pois , quando eles querem uma coisa querem mesmo , quando ganham ate doenças eles inventam para não falar com a gente > mas viram novas oportunidades e precisam com fé em Deus eles nunca vão passar (Bando de covardes)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *