Renato Rabelo teme que aconteça com o governador maranhense o mesmo que ocorreu com então governadora Roseana Sarney quando surgiu com presidenciável pelo extinto PFL em 2002.

O blog do jornalista Diego Emir traz uma avaliação feita por ninguém menos do que o ex-presidente nacional do Partido Comunista do Brasil (PCdoB),o respeitado Renato Rabelo, sobre a suposta pré-candidatura do governador Flávio Dino (PCdoB) a presidente de República na atual conjuntura (veja aqui).

Segundo o blogueiro, que também é correspondente no Maranhão do jornal O Estado de São Paulo, Renato Rabelo teme acontecer com o governador  maranhense, que enfrenta denúncias de irregularidades na sua gestão de repercussão nacional, o mesmo que ocorreu com então governadora Roseana Sarney quando surgiu como candidata a presidente em 2002, pelo extinto PFL, e depois foi “sangrada” com o caso Lunus até desistir da pré-candidatura ao Palácio do Planalto.

“Rabelo ligou o sinal de alerta, após Flávio Dino ter sido exposto de forma negativa na Rede Globo por conta do episódio de aluguem de imóvel de filiado do PCdoB. O ex-presidente do partido comunista acredita que caso o governador maranhense continue se mantendo na corrida eleitoral para presidente, a pancadaria da grande mídia pode aumentar e o ex-juiz pode ter sua imagem completamente arranhada”, postou Diego Emir.

Lunus

Roseana Sarney chegou a liderar algumas pesquisas de intenção de voto para presidente da República. Nos piores cenários, aparecia em empate técnico com o petista Luis Inácio Lula da Silva.

A cúpula do PFL (hoje DEM) fez muita festa com a crescente pré-candidatura de Roseana a presidente (veja vídeo abaixo), mas depois o projeto foi engolido por uma operação da Polícia Federal, deflagrada em março de 2002, que resultou na apreensão de 1,3 milhão de reais na sede da empresa Lunus, empresa pertencente a Jorge Murad, marido de Roseana Sarney.

A crise política modificou os rumos da campanha eleitoral de 2002, causou o rompimento da família Sarney com o PSDB com o consequente apoio do clã à candidatura Lula no segundo turno daquela eleição onde o petista sairia consagrado vencedor.

Reveja o vídeo “A número 1” da pré-campanha de Roseana Sarney a presidente do país.

Imagem de Amostra do You Tube

4 comentários em “Ex-presidente do PCdoB avalia que o “aluguel camarada” pode virar o “caso Lunus” do presidenciável Flávio Dino

  • O Ministério Público do Maranhão em respeito à sua atribuição constitucional de fiscal da lei, de independência funcional e também do controle da legalidade dos atos administrativos, já deveria ter requisitado todos os processos que o governo Flávio Dino tem de aluguéis de imóveis pra fazer as suas devidas verificações do cumprimento ou não dos princípios constitucionais que norteiam toda atividade administrativa, digo: princípios da Legalidade, da Igualdade, da Impessoalidade, da Moralidade, da Publicidade, da Eficiência, da Economicidade etc. Isso não custa nada, eles estão inclusive aparelhados pra tal, com diversas promotorias da Probidade Administrativa, GAECO etc. Se não encontrarem nenhum favorecimento, parabéns ao governo do Dr. Flávio Dino! loas pra ele! Mas se encontrarem, deveriam agir logo com todo rigor tal qual aquele promotor de justiça da Defesa da Ordem Tributária, Dr. Paulo Roberto Barbosa Ramos agiu no Caso Sefaz. E em se confirmando que houve improbidades administrativas nestes casos que chegaram ao conhecimento da sociedade ou de outros que estão no anonimato, que seja ingressado imediatamente com as devidas Ações Civis Públicas por Ato de Improbidade administrativa de quem quer que seja, e se encerre logo esse misancene doa em quem doer, situação ou oposição. Pois, usando até as próprias palavras de Sua Excelência o governador Flávio Dino em campanha, “o Maranhão tem pressa”. E isso não pode parar o estado. O que se está aguardando??

    Se o MP continuar com a sua leniência em agir, o governador Flávio Dino num ato de grandeza e de absoluta garantia que fez tudo dentro da lei, deveria enviar logo todos os processo para análise do “parquet” maranhense. Como fez o ex-governador José Reinaldo Tavares no rumoroso Caso das Estradas Fantasmas do seu governo, que resultou inclusive em diversas condenações de pessoas implicadas naquele caso, de triste memória.

    Ficam aqui estas singelas sugestões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *